segunda-feira, outubro 13, 2008

Afinal vale a pena ver TV

Como os meus habituais leitores saberão eu não possuo aparelho de TV. Nada de grave nos dias de hoje.

Contudo, ontem, no café que frequento vi uma reportagem sobre um comício dos berloquistas lá nos Açores.

E o que vi, fez-me pena de não possuir o aparelhinho. Caso contrário teria apreciado com muito mais cuidado a peça.

Mas foi um espanto. Dois pormenores deliciosos:

Primeiro: um travesti, completamente vestido e maquilhado como mulher agarrado ao Louçã, abraçado, um espanto. E viram o ar de "desconsolo" do berloquista mor. Delicioso.
Segundo: Louçã aproxima-se da candidata lá do sítio e dá-lhe um beijinho à "tio da Lapa". Contudo ela era mais terra a terra. Deu logo dois beijinhos. Outro desconsolo.

Ou seja o indivíduo bem tenta passar por defensor do povoléu, mas a costela pequeno burguesa está lá toda.

Mais uma vez digo, foi uma delícia...

2 comentários:

Atrida disse...

Ao menos não teve que se abraçar a um operário bem suadinho após um cansativo dia de trabalho...

NC disse...

Já somos dois sem aparelho de TV. A televisão é um electrodoméstico completamente dispensável, pena que as pessoas ainda não tenham percebido isso.