sexta-feira, abril 03, 2009

Separar o trigo do joio



O que faz falta é separar o trigo do joio, sempre nos ensinou a sabedoria popular e tradicional.

Tudo isto a propósito de umas "aproximações" de uns jovens muito "liberais em pensamento económico" que procuram subitamente "abrigo" junto de nós.

E nada melhor do que nos lembrarmos das palavras de Drieu. Está lá tudo.

« Hitler pereceu no 30 de Junho: nesse dia ficou privado da sua ala esquerda, os Strasser, os Röhm em vez de se livrar da clique dos von Papen, dos generais. etc… »
Pierre Drieu La Rochelle, 21 de Julho de 1944

E se pensarmos bem, a história da República Social Italiana o que foi? Foi o fim dos burgueses "fascistas" da treta. Foi tarde, é certo, mas mais vale tarde que nunca.

1 comentário:

rnpd disse...

Pois, mas não é a única confusão, talvez mais importante e prejudicial é a associação insuportável com gente do "trono e altar", da Reacção, patrioteiros de sacristia, saudosos do Ancien Régime e tuti quanti.

Rodrigo