quinta-feira, maio 27, 2010

Canalhice


Como (com oportunidade e acutilância) Humberto Nuno no seu Reverentia nos informa os membros dos partidos que na Câmara de Lisboa compõe o arco da frente popular "casamenteira de gays" resolveram dar mais um ar da sua (des)graça e vão erigir (com o nosso dinheirinho, é claro)um monumento às vítimas da guerra colonial. Na Rocha de Conde de Óbidos (local mítico do embarque de milhares e milhares de Portugueses a caminho da defesa da Pátria)

Afronta-os haver em Lisboa um Monumento aos Combatentes da Guerra do Ultramar.

Olhem vão arranjar mais uns casamentinhos e não chateiem.

Apostilha: coloquei a foto do che de que mais gosto. Eles todos revêem-se no indivíduo. Sugiro-lhes que coloquem nas t-shirts esta imagem. Ficava-lhes a matar...

5 comentários:

Euro-Ultramarino disse...

Em uma palavra: nojo.

HNO disse...

Se arranjares a imagem com qualidade fazemos umas t-shirts...
Obrigado pela referência e um abraço

Anónimo disse...

Com esta, não sei. Mas há uns anos sei quevi um Administrador não executivo da PT com outra, a gritar "Viva Ferro Rodrigues!", mesmo ali na Avenida da Liberdade. Era uma manif de organizações de frenta do PC, mas o PS estava bem representado. E vejam lá se não compensou uns anos mais tarde...

Flávio Gonçalves disse...

Bom, nós NR fascistas de Esquerda também usamos... não podia antes utilizar um Trotsky empalado? =)

Costa disse...

Os piolhos também seriam revolucionários?