quinta-feira, junho 11, 2009

Por hoje vou ter de parar. Já vai em doze postais!



Cá "neste país" desenrola-se um jogo de xadrez sui generis. Não há Rei (nem roque). A Rainha também está ausente. Torres para que vos quero? Bispos nem vê-los (que somos uma sociedade laica e a Concordata ainda não está regulada). Todas as peças são constituídas por peões. Alguns dos quais dão coices como cavalos. Mas cavalos também não há (foram mandados abater lá pelos de Bruxelas).

Regras não existem. É o salve-se quem puder. Mas eu sempre gostei de arriscar e estou quase, quase (e com muita vontade) a ir a jogo. E como para o xadrez (mesmo que subvertido) é preciso pensar todos os movimentos, vou ter de estudar outra vez. E se calhar ainda me vão ver - de novo - a jogar.

4 comentários:

Diogo disse...

Que favor nos faria. Precisamos de quem vá a jogo por nós.

Unquiet Waters disse...

"Não há Rei (nem roque)."
Pois é. E já nem o roque & a amiga vão caçar com quem deveria ter sido distinguido, digo melhor, honrado, com a Grã-Cruz do Mérito Comercial...
"Pai! Já não sou ministro...!"
A acompanhar, podia ser aquela música pimba do Marco Paulo: "Eu tenho dois amores"...

Anónimo disse...

Venho propositadamente deixar um comentário para lhe dar duplos parabéns. Pelos seus excelentes escritos e muito particularmente por um pormenor que os encima e que me mantém maravilhada a observá-lo largos segundos antes de começar a ler os textos e que é essa maravilha da arquitectura nacional e obra d'arte monumental que é o Monumento aos Descobrimentos Portugueses. Já se viu escultura mais bela e imponente? Já se reparou na notável perfeição das figuras daqueles que personificam o mais glorioso período da nossa História? Já se observaram os magníficos detalhes das vestes e dos cabelos daquelas figuras, das mãos e dos joelhos, do movimento perfeito que se lhes quis imprimir e que lhes está na origem? Dir-se-ia sem receio de exagerar que aquelas figuras de pedra mais parecem os nossos Heróis petrificados, tal é a sua perfeição. Este Monumento é duma beleza sem par e quem possuir um mínimo de sensibilidade não pode ficar indiferente a tanta majestade. Temos muitos e magníficos monumentos em Portugal, mas este é sem sombra de dúvida um dos mais grandiosos. E é-o pela sua extraordinária dimensão, pelo que representa, como foi concebido e onde foi erigido. Neste Monumento ressalta até ao seu mais ínfimo pormenor a bravura e valentia dos nossos Heróis. Ao contemplá-lo sentimos o imenso orgulho de sermos portugueses. Neste Monumento está esculpido milímetro a milímetro o que verdadeiramente nos fez Grandes. Naquelas linhas de sóbria concepção, porém Nobres, Altivas, Excepcionais, pode ler-se a nossa essência como Povo mas também o nosso destino. Contemplarmos o Monumento aos Descobrimentos Portugueses é estarmos perante a nossa incomparável História. É estarmos perante Portugal.
Maria

O Reaccionário disse...

Permita-me dizer-lhe que, enquanto jovem, ver pessoas do gabarito do José Carlos a jogar, seria uma verdadeira honra!

Venha então, e já agora traga o Nonas consigo. Era um grande favor que fazia.

Cumprimentos.